PÁGINAS
  • 04:11

 Na noite desta segunda-feira, 6, foi realizada a 1ª das quatro conferências livres municipais, previstas para acontecer num prazo de 60 dias, ouvindo as demandas das comunidades acerca dos direitos das crianças e adolescentes.


O evento foi realizado na Escola Maria Madalena na comunidade de Laginha e contou com a presença da secretária de Ação Social, Nayara Silva, o secretário da Agricultura, Iure Carneiro, CMDCA, membros do Conselho Tutelar, a coordenadora do CAEE, Débora Ferraz, servidores municipais e o povo da comunidade.


5 núcleos foram formados pelos participantes para discutir e propor ações que visam melhorar as políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes, nas conferências de âmbitos: municipal, estadual e federal

A exemplo de outros anos, poderia acontecer apenas a conferência Magna na sede do município, entretanto, a gestão  local optou por ouvir um número maior da população para apresentação das suas demandas.


As 4 conferências no município servirão como preparação, visando a conferência que será realizada na cidade no mês de novembro deste ano, cujo objetivo é tratar das questões relacionadas aos direitos das crianças e adolescentes.


Para a secretária de Ação Social, Nayara Silva, quanto maior o número de ouvintes, maior será a abrangência e mais contemplados serão os munícipes com a oferta de mais suporte para a superação das suas necessidades.


A secretária destacou a parceria dos conselhos CMDCA e Tutelar na atuação contra a violência e pela garantia de direitos que também é desenvolvida pela rede de proteção de direitos, implementada pela atual gestão municipal, a qual visa garantir os direitos de meninos e meninas.


A presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes, Terezinha Silva, viu como positiva a participação da população da comunidade e disse esperar que as demandas sociais sejam atendidas pelas 3 esferas da gestão pública.

Reporte-nos algum problema! Ouvidoria